Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

O SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS, FONTE DE MISERICÓRDIA (Jo 19,31-37)
(O que esta palavra nos diz ?)

Querida irmã, querido irmão, nesta semana queremos refletir em sintonia com a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus. Você certamente já viu alguma vez uma imagem do Sagrado Coração de Jesus, mas será que já mergulhamos profundamente em seus mistérios de amor?
O Coração de Deus se fez humano e bateu no compasso dos corações das criaturas humanas, sentindo as suas aflições, seus pesares, suas angústias, seus sonhos, aspirações e esperanças. O Coração de Jesus nutriu os sentimentos mais puros, emocionou-se com o que há de mais humano entregou-se pelas causas mais elevadas e parou de bater pela salvação de todo aquele que n’Ele acredita.

A revelação de Deus aos homens e mulheres, pela vida e entrega de Jesus, é que tem atraído a humanidade, possibilitando-lhe a experiência de sentir-se salva. Apesar das ingratidões dos que negam a salvação em Jesus Cristo e desmotivam as pessoas a seguir Jesus em sua vida, o Coração de nosso Deus continua sendo fonte de vida.

Na história da espiritualidade do Coração de Jesus e na revelação feita a Margarida Maria Lacqoque, na festa de Corpus Christi de 1675, mostrando seu Coração divino, Jesus confiou à santa: “Eis o Coração que tanto amou os homens, que nada poupou, até se esgotar e se consumir para lhes testemunhar seu amor”.

Vemos isto no evangelho lido hoje... Jesus estava morto, mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança e imediatamente saiu sangue e água. Podemos até pensar: Quanta maldade! Afinal de contas Ele não oferecia mais nenhum perigo! Vemos claramente que Jesus em sua morte derramou todo o seu sangue. Quando uma pessoa morre dessa maneira após sair todo o sangue, resta ainda um pouco de líquido parecido com a água. O sentido desse acontecimento é que o sangue testemunha a realidade do sacrifício de Jesus, o cordeiro imolado para a salvação do mundo (Jo 1,29), e a água é o símbolo do Espírito, sua fecundidade espiritual. Muitos teólogos e estudiosos viram nesta água o símbolo do batismo e no sangue o símbolo da eucaristia.

De fato, o coração é a sede das emoções e decisões, principalmente as decisões mais essenciais da vida de uma pessoa. Teologicamente o coração é chamado de sede da alma, lugar mais profundo e misterioso do ser humano, lugar onde Deus habita. O Coração é a sede das vontades e dos desejos de bem e mal que desejamos às pessoas. Olhar para o Coração de Jesus nos ensina muito, pois Ele é a expressão de todo bem de Deus à humanidade, expresso nas ações de Jesus, a partir do princípio da misericórdia e da compaixão para com o povo sofrido.

O Coração de Jesus nos aponta que a reação diante de um mundo de vítimas, é o exercício da misericórdia, tendo presente que Deus não suporta a maldade e as injustiças, especialmente com os mais empobrecidos e portanto, deseja que seus filhos e filhas ajam da mesma forma.

O Coração de Jesus é a confirmação da presença de Deus que ama as pessoas, convidando-nos à conversão e à paz. Junto ao Coração de Cristo, o coração da pessoa humana aprende a conhecer o sentido verdadeiro e único de sua vida e de seu destino, a compreender o valor de uma existência autenticamente cristã, a unir o amor filial a Deus com o amor ao próximo.

Este é o Coração de nosso Deus, que pela morte de Cruz, garantiu-nos a salvação e espera que nosso coração pulse mais forte para auxiliar no bem à humanidade. Nós que recebemos da misericórdia de Deus devemos ser capazes de exercitar e expandir esta misericórdia por onde estivermos.

PARA REFLETIR: Conversem sobre as características do Coração de Jesus que precisamos desenvolver em nossos próprios corações.