Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

O seguimento de Jesus (Lc  9, 18-24)

Irmãos e irmãs em Cristo!
Nesta semana deixemo-nos interpelar pela pergunta fundamental que Jesus fez aos seus primeiros seguidores:

QUEM SOU EU PARA VOCÊS?
Jesus faz esta pergunta depois de ter orado com os discípulos. A pergunta nasce da oração. Não se trata de uma curiosidade. Jesus quer saber até que ponto os que pretendem segui-lo estão dispostos a aceitar as condições que ele propõe. E quais são estas condições?
1 - Renunciar a si mesmo: o mundo é maior do que eu. A verdade vai além do meu ponto de vista. Eu não tenho todos os problemas do mundo.
Libertar-se de toda ambição pessoal. Libertar-se de todas as seguranças em que se apóia o próprio eu, para estar disponível a seguir a Jesus.
2 - Tomar a cruz cada dia: a cruz é caminho de salvação e de glória. Essa história de uma vida sem renúncia e sem sacrifício no máximo produz uma geração de cristãos ‘água com açúcar’ que querem Jesus sem a cruz e acabam encontrando uma cruz sem Jesus. E essa é pesada de se carregar.
3 - Ir atrás Dele, caminhar...(Segui-lo): é preciso ir atrás do mestre, com disposição para obedecê-lo.
    Só quem se libertou do eu e do apego à vida, pode seguir Jesus até o fim, abandonando-se a Deus em favor dos homens.

Seguir Jesus não é apenas reconhecê-lo como Messias, acreditar apenas num pacote de verdades aprendidas na catequese. É segui-lo no caminho do amor, das conversas edificantes, da verdade, da justiça e do anúncio da Palavra.

Em seguida Jesus faz uma advertência: como vocês estão gastando a vida? O “salva-te a ti mesmo” não é suficiente para me seguir.
Quem quiser salvar a sua vida (entenda-se: quem pensa somente em si) vai perdê-la.

A insegurança e as incertezas da época em que vivemos tem levado muitas pessoas, e muitos que se dizem cristãos a preocupar-se demais consigo mesmos e de menos com os outros. Seja na caridade, seja no anúncio do evangelho, seja na comunidade, seja na atenção com os mais necessitados, prospera o “ar da indiferença”. Jesus não quer assustar ninguém, mas também não quer iludir ninguém. Para ser Dele é preciso ser como Ele. Para ter vida nova é preciso abandonar a vida velha. Para segui-lo é preciso morrer para o pecado e para o “ego” e permitir que Ele viva em nós.

Na verdade Jesus não está preocupado com o que dizem Dele. Ele quer saber se tem alguém disposto a “jogar no seu time” e a entregar a vida por um projeto de salvação. Você está disposto (a)? O que você tem feito por Jesus?
Pergunte-se de coração: Quem é Jesus para mim? Ele é importante para mim?
O meu estilo de vida revela que Jesus é o Cristo de Deus? 

Enfim, independentemente do que Jesus é para você lembre que você é tudo para Ele, é único e Ele está sempre à sua espera.
Comece pela oração como fez Jesus.  E continue o seu caminho. O jeito é gastar a vida pelo Reino.  Por Ele todo esforço vale a pena!

E que a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor generoso do Pai e a força do Espírito Santo estejam sempre com você.

Pe. Juarez Dalan

Voltar