Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

Pactos da Célula  - 03  A Disponibilidade  (Provérbios 3,27-29)
               
O livro de Atos dos Apóstolos, capítulo 2,42-47, apresenta-nos em poucos versículos os traços fundamentais da primeira comunidade cristã de Jerusalém. Merece destaque o fato de que, dentre os membros deste corpo tão unido, estavam os apóstolos de Cristo, com destaque especial a Pedro, Tiago e João. Justifico isto porque à primeira vista o texto pode “enganar-nos” com um idealismo cego em relação à vida cristã, fazendo-nos crer que este alto nível de comunhão fora alcançado da noite para o dia, o que não é verdade.
O NT jamais escondeu as imperfeições destes membros do corpo de Cristo. Por exemplo, no Getsêmani, quando o Mestre mais precisou deles, em sua angústia suprema - quando foi invadido pela tristeza e pelo temor da sua iminente morte - veja o que houve... Leia Mateus 26, 40.
Eles faltaram com a disponibilidade, talvez se esquecendo de quando precisaram de Jesus... Em meio à tempestade e ao desespero em alto mar, acordaram a Cristo, gritando... Leia Marcos 4, 38. Note o paradoxo: quando Jesus precisou, eles dormiram; quando precisaram, acordaram Jesus...

Vejamos:
1. Disponibilidade é uma virtude: não se trata do estado ou condição da pessoa preguiçosa, que não tem o que fazer e por isso está sempre de “mãos abanando”. Aliás, Deus detesta o preguiçoso (cf. Pv 10, 26; Eclo 22, 1-2) e prefere confiar serviço ao esforçado e ocupado.

2. Disponibilidade é uma escolha pessoal: Pressupõe que saibamos administrar bem o nosso tempo e fixar prioridades. Por exemplo: existem cristãos que não têm disponibilidade sequer para a oração, e o pior, justificam este pecado, dizendo: “Sou ocupado demais para reservar tempo para a oração...”
Clássico é o exemplo de Marta e Maria. Marta foi repreendida, pois deteve-se no secundário (cf. Lc 10, 38-42). Pergunto: temos sido vítimas desta “ditadura do urgente”, desta “tirania do pra ontem”? A multiplicação das tarefas e preocupações nos desgastam e, no fim das contas, nos impedem de ofertar o melhor ao Senhor para darmos o resto!
        
3. Disponibilidade é uma aliança que firmamos com as pessoas que valorizamos: é uma questão de pacto ser disponível. Jamais poderíamos colocar as coisas à frente das pessoas. Parte desse problema é que muita gente na comunidade não faz nada, ou faz bem pouco, por preguiça ou egoísmo (o que resulta em sobrecarga da minoria que serve e que por isso, acaba sem tempo); outra parte da doença é a falta de postura dos “ocupados demais”, que acabam se acostumando a viver na correria e presumem que assim estão agradando ao Senhor...
         Ora, hoje somos confrontados pela Palavra a firmarmos um pacto de disponibilidade com o Senhor (na oração) e com aqueles que amamos (família, célula, comunidade etc.). É um confronto de conversão e de mudança profunda.
         A disponibilidade é um remédio poderoso para a preocupação. “Pré-ocupar” é ocupar antes do tempo e antecipar o que nem existe. Mas o único que pode fazer isso é Deus. Quando nos entregamos à preocupação nos distanciamos da paz interior e da alegria, pois: “As preocupações roubam a felicidade...” enquanto que: “...as palavras amáveis nos alegram” (Pv 12, 25).

Amado irmão e irmã em Cristo!
Se você está servindo a Deus no seu trabalho, na sua família e na comunidade, parabéns. Continue perseverando. Mas nunca se julgue um servidor perfeito. Você tem mais para dar e o mundo espera de você o melhor. Não sirva pela metade, e nem de má vontade. Não se esconda atrás de desculpas prontas, não se justifique dizendo “eu não faço para deixar o lugar para os outros, ou porque sou sempre eu.... No Reino de Deus cada um tem seu lugar. Ninguém faz nada no lugar do outro. Crescemos e multiplicamos com a finalidade de alargar o Reino e não substituir pessoas como se estivéssemos numa empresa. Na experiência da vida em comunidade a messe sempre será grande e os operários sempre serão poucos.
Assim, vamos nos focar no essencial e dar a condução do nosso tempo, dos nossos bens materiais, da nossa vida profissional e familiar ao Senhor, que é sempre disponível para cuidar dos Seus filhos.

Declaração
         “Aqui estou, se precisarem de mim! Tudo o que tenho - tempo, energia, entendimento, bens etc. - está à disposição de você, até o limite dos meus recursos. Dou todas estas coisas a vocês, sem quaisquer outras exigências”.

PARA REFLETIR
1 – Você é disponível para Deus e para os outros?
2 – O que fazer para que toda célula seja disponível?

Voltar