Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

Pactos da Célula – A Conquista (Mateus 28,19-20)

A propaganda e o marketing tentam a todo custo conquistar as pessoas e o território do coração, em especial da juventude, para os seus objetivos de consumo. Tentam aproximá-los do ter, do poder e do prazer.

Como cristãos devemos olhar o mundo com os olhos de Jesus e colaborar com Ele para a salvação de todos. Nossa geração, nossa cidade e nação podem ser alcançadas para Cristo. O Senhor Jesus foi realmente preciso na última orientação que deixou à Igreja.

A ordem de Jesus deixa claro que nós podemos e devemos impactar as pessoas de cada geração, movendo cidades e nações inteiras para que aceitem o Evangelho e sejam salvos. A cada nova geração da Igreja esta ordem se renova e com ela o poder de conquista. Nós precisamos compreender isto: a Palavra de Deus empenhada é dotada de poder para realizar a obra que suscita (cf. Is 55, 10-11).

Basta que multipliquemos nossas células uma vez a cada ano. Ora, a nós foi dada uma visão e ela nos capacita para cumprirmos com a obra do ministério nessa geração.

Se nós entendermos isso, certamente cumpriremos com o mandato de Jesus, porque um elemento fundamental na visão é exatamente a multiplicação; é que nós compreendamos que cada discípulo pode fazer mais um no decorrer de um ano e isso resultará numa projeção de multiplicação ao dobro em cada célula, que por sua vez resultará no dobro anual de toda a comunidade. De fato, é uma projeção matemática de multiplicação e crescimento contínuo. Assim, se cada um tomar posse dessa ordem e da sabedoria que nos foi dada para cumpri-la, certamente faremos a obra que se espera de nós e conquistaremos nossa geração para Cristo.

Como já percebemos, cada um tem que assumir a sua parte; ninguém pode ficar parado ou em ‘eterno tratamento’ na comunidade cristã autêntica. Não existe o ‘só beber’, porque todos precisam servir no cumprimento do grande mandato, de ir e fazer discípulos. Para que seja assim é necessário que cada membro da comunidade faça um PACTO DE CONQUISTA.

Perceba bem que são dois elementos fundamentais: cada membro e o pacto de conquista. Pouco adiantará se somente alguns fizerem a sua parte, é preciso que todos façam. A visão celular compreende que 80% ou mais dos discípulos de uma comunidade precisam estar ativos na evangelização, sendo que os restantes são aquela parte do rebanho que ainda está em fase inicial sendo consolidados para serem também enviados.

Outra coisa é o pacto. Conquistar tem de ser algo pactuado, assumido como honra e verdadeiro compromisso ético. Quem não o faz ou não o cumpre deve sentir-se incomodado e desconfortável frente a uma comunidade evangelizadora.
Somente aqueles que estão comprometidos frutificam. Para que seja assim, então é preciso entender um último elemento, que é o sentimento efetivo de aliança. Não basta que alguém ame a comunidade como sua família, precisa tornar isso em prática e aí está a aliança.

Ser aliançado é abraçar a comunidade como sua missão de vida e nela render-se nas mãos de Deus, venha o que vier. É manter-se unido ao carisma que a inspira com todas as forças e olhar fixamente para o mundo à sua volta contemplando-o como seu. Realmente, neste ânimo de amor, obediência e vontade, este discípulo frutificará.

Para refletir
1– Você está consciente que é um evangelizador?
2– Você tem alvos (pessoas) para evangelizar? Obs.: A célula somente crescerá e cumprirá seu propósito por meio da evangelização.

Declaração

“Eu faço hoje o pacto da conquista da nossa geração. Declaro que me empenharei em oração, contribuindo e liderando para que o Reino de Deus avance em nossa cidade. Da mesma forma que me sacrifico pelos meus irmãos, faço o compromisso de jejuar e buscar por todos os meios a multiplicação da minha célula. Vou dar o máximo para trazer visitantes e também

Voltar