Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

A ORAÇÃO (Lc 11,1-13)

O ativismo a que somos submetidos diariamente, com nosso trabalho, estudo , família e outras atividades, têm tentado nos impedir de conversar com Deus. Qualquer pessoa pode orar, porém somente aqueles que andam pela fé e obedecem a Cristo podem esperar receber respostas às suas orações. A oração é o sustento daqueles que confiam em Deus , a oração é o seu falar , é o seu face a face , é canal aberto de  diálogo com o Autor a vida .
Nós não podemos esperar que Deus responda às nossas orações se houver qualquer pecado não confessado em nossa vida ou se estivermos cultivando um espírito não perdoador (Salmos 66,18; Marcos 11,25). Para Deus responder à nossa oraçõe, devemos ter fé e pedir de acordo com a Sua vontade (Mateus 9,29; 21,22;).

Por que devemos Orar?
Nós oramos para ter comunhão com Deus, para receber encorajamento e força espiritual para viver uma vida saudável e vibrante para Cristo.
A oração libera o grande poder de Deus para mudar o curso da natureza, das pessoas e nações.

Quando Devemos Orar?
A Palavra de Deus nos ordena para "Orar sem cessar" (1 Tessalonicenses 5,17). Nós podemos estar orando durante todo o dia, expressando e demonstrando a nossa devoção a Deus, enquanto realizamos as nossas tarefas diárias.Nem sempre é necessário estar ajoelhado ou mesmo num quarto tranqüilo para orar. Deus quer que estejamos em comunhão com Ele constantemente, não importa onde estejamos. Podemos orar no carro, ônibus, trem, enquanto lavamos a louça ou enquanto caminhamos na rua.
Isso não dispensa os momentos em que deixamos que Deus nos fale na comunidade, nas células e círculos de evangelização. Aí Deus enxerga a nossa disposição em estar por inteiro na sua presença e de escutá-lo com exclusividade, longe do ativismos do dia-a-dia.

O Que Devemos incluir em Nossas Orações?
Embora a oração não possa ser reduzida a uma fórmula, certos elementos básicos devem ser incluídos em nossa comunicação com Deus: Confissão, Adoração, Súplica e Agradecimento, lembre–se para palavra:
“C A S A”.

Confissão
Pedir perdão é a condição prévia de uma oração justa e pura. A humildade confiante nos repõe na luz da comunhão com o Pai e seu filho Jesus Cristo e uns com os outros. Ex. “Senhor, eu reconheço que sou pecador, pois fiz o que não te agradava e deixei de fazer o bem que poderia ter feito, mas agora estou arrependido e confesso os meus pecados...”

Adoração
Adorar a Deus é reconhecer-se criatura diante do Criador.  Em nosso coração, mente e com os nossos lábios. Ex. “Senhor, Deus santo e forte, amável e misericordioso, estou em tua presença, reconhecendo que preciso de Ti. Tu és tudo para mim. Eu ate louvo e bendigo por...”

Súplica
A Súplica inclui a petição pelas nossas próprias necessidades e intercessão pelos outros. Ore para que o seu interior possa ser sempre renovado, sempre sensível e fortalecido pelo Espírito Santo. Ore pelos outros: seu cônjuge, seus filhos, seus pais, vizinhos e amigos; nossa nação e autoridades. Ore pela salvação das pessoas, por uma oportunidade diária de levar outros a Cristo. Ex. “Senhor, eu me coloco diante de Ti, e reconheço que és o meu Pai e Pastor e diante de Ti apresento as minhas necessidades e as dos meus irmãos...”

Agradecimento
“ Que todo meu ser louve o Senhor, e que eu não esqueça nenhuma de suas bênçãos”
Quando nos aproximamos de Deus com um coração grato, Ele se torna forte em nós.

Como vai a sua vida de oração?
Quer que a sua prece se torne a prece da comunidade? Partilhe a sua vida em oração com os irmãos e irmãs, no Templo e nas casas Deus quer escutar a sua voz e espera que o seu coração tenha ouvidos atentos para escutar a voz Dele, que o acolhe todos os dias.

Pe. Juarez Dalan

 

Voltar