Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

O QUE DEVEMOS FAZER? (Lc 3,10-18)

João Batista anuncia ALEGRIA pelo Salvador que vem, mas está preocupado com os pecados que podem estragar tudo...E faz um veemente apelo à CONVERSÃO...
O Povo acolhe o apelo e pergunta: "E nós, o que devemos fazer?"
João Batista apresenta o caminho da conversão, que garante a alegria: aponta 3 atitudes bem concretas para quem quer fazer a experiência da conversão e de encontro com o Senhor que vem:

1. Ao povo: Solidariedade e partilha com os necessitados: Quem tem 2 túnicas... comida... reparta."
Os bens que temos são sempre um dom de Deus e pertencem a todos: ninguém tem o direito de se apropriar deles em benefício exclusivo.
Como vai a nossa partilha? Mesmo sem ter nada de concreto para dar, podemos sempre dar um sorriso, um gesto de amizade, um momento de escuta.
        
2. Aos cobradores de impostos: Honestidade e justiça:"Não cobrar mais do que foi estabelecido..."
Quem seriam hoje esses publicanos, que usam o dinheiro com esperteza, que sonegam os impostos e exploram os humildes? Para estes, será suficiente apenas recitar umas orações, neste Natal?

3. Aos Soldados: não exercer a violência e o abuso do poder... "Quem tem poder...não tomar à força dinheiro de ninguém..."
Quem são as pessoas que hoje abusam da força, do cargo que ocupam, para se impor... para oprimir os mais fracos?

João aponta três caminhos para conseguir a alegria  prometida para aqueles que acolhem o Cristo que vem:
    - O Caminho da Solidariedade (partilha);
    - O Caminho da Justiça;
    - O Caminho da não-violência. 
E aponta 3 pragas, das quais devemos nos libertar: a ganância, a injustiça e o abuso do poder, realidades que estavam presentes no tempo de Jesus e que continuam presentes ainda hoje.

E nós, "o que devemos fazer" para alcançar a verdadeira alegria do Natal?
- Você Pai, você Mãe, o que deve fazer para criar esse clima de alegria em sua casa? 
- Você Jovem, que encarna a força e a criatividade, já descobriu o que deve fazer para conquistar essa verdadeira alegria?
- Quem está de mal e não quer perdoar: o que deve fazer?
- Quem fala demais da vida alheia: o que deve fazer?
- Quem bebe demais e inferniza sua família: o que deve fazer?
- Quem não tem tempo para Deus, para a família, nem para a Novena, só para os negócios: o que deve fazer?
- Quem com orgulho gosta de aparecer e discrimina os mais humildes: o que deve fazer?
- Quem não é sincero, nem fiel,  nem honesto: o que deve fazer?

 A ALEGRIA CRISTÃ
- Será que as nossas comunidades e famílias são espaços onde se nota a alegria pelo amor e pela presença de Deus?
- Será que semeamos ao redor de nós mais alegria, ou tristeza?
- Semear mais alegria não poderia ser também para nós um gesto concreto de conversão em preparação desse Natal?

 PARA REFLETIR:
E nós, o que devemos fazer, então?
E eu, o que devo fazer para melhor acolher Jesus?

PECADOS CAPITAIS  X VIRTUDES CARDEAIS
( Cardo (Cardeais) em latim, quer dizer dobradiça, eixo em torno do qual gira alguma coisa. Na dobradiça, gira a porta; no caso do eixo da terra, giram os quatro pontos cardeais. No caso das virtudes, em torno das quatro virtudes cardeais, giram as outras virtudes.)

Soberba           ------      Humildade
Avareza           ------     Generosidade
Ira                    ------      Paciência
Preguiça          ------      Diligência
Luxúria            ------      Castidade
Inveja               ------     Caridade
Gula                 ------     Temperança

OBRAS DE MISERICÓRDIA CORPORAIS

1.   Dar de comer a quem tem fome
2.   Dar de beber a quem tem sede
3.   Vestir os necessitados
4.   Acolher os desabrigados
5.   Visitar os doentes e encarcerados
6.    Libertar os escravizados
7.    Sepultar os mortos

OBRAS DE MISERICÓRDIA ESPIRITUAIS

1. Dar bom conselho
2. Ensinar os que não sabem
3.Corrigir os que erram
4.Consolar os aflitos
5.Perdoar as ofensas
6.Suportar as fraquezas do próximo
7.Orar pelos vivos e falecidos

Sem a graça de Deus não há virtudes sobrenaturais na nossa alma. É pelo amor de Deus, e pela sua graça santificante que nós recebemos Jesus em nosso coração, na comunhão de irmãos, na Palavra e na Eucaristia, e assim fortificamos a nossa alma para o combate da vida.

14-12-2009

Voltar