Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

Deus e Césae Lucas 1,26-38

Introdução: “Porque para Deus nada é impossível” (versículo 37). Este versículo diz que não há impossíveis para Deus e isso é verdade! Ele é o Todo-Poderoso, aquele que não conhece limites no que pode fazer. Entretanto, por seu caráter e seus princípios, há algumas coisas que Deus não pode fazer... 
           
1- Deus não pode pecar: “Quando alguém for tentado, não diga: “Esta tentação vem de Deus.” Pois Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo não tenta ninguém(Tiago ,13). O caráter de Deus é santíssimo. Ele está acima de todo o mal e não pode ser tentado e tão pouco pecar. Isso deve gerar em nós segurança e temor. Segurança porque servimos a Deus que não é vulnerável, um Deus que nunca erra. Temor porque , como Ele é santo, o padrão que exige da nossa vida também é um padrão de santidade. Portanto não podemos pedir nada a Deus que seja pecado (Veja Levítico 20,7; Hebreus 12,14).

2 – Deus não pode mentir: O que Ele fala, o que está registrado nas Escrituras é verdade absoluta. O nosso Deus não é como os homens, que por conveniência e maldade enganam. Ele vela pela sua Palavra e não deixa suas promessas caírem por terra (Veja Jeremias 1,12; Números 23,19).  
           
3 – Deus não pode mudar:Tudo de bom que recebemos e tudo o que é perfeito vêm do céu, vêm de Deus, o Criador das luzes do céu. Ele não muda, nem varia de posição, o que causaria a escuridão.” (Tiago 1,17). A fidelidade de Deus é absoluta. Ele é perfeito e não pode mudar. O Deus revelado nas páginas da Bíblia é o mesmo hoje, e será por toda eternidade. Por isso devemos conhecê-lo e nos amoldar ao seu caráter. Pois Ele não mudará para amoldar-se à maneira pecaminosa de pensar e viver dos homens. (Veja Hebreus 13,8).

4 – Deus não pode mudar o homem à força: “Não, não é a mão do Senhor que é incapaz de salvar, nem seu ouvido demasiado surdo para ouvir; são vossos pecados que colocaram uma barreira
entre vós e vosso Deus. (Isaías 59,1-2).Quando Deus criou o homem, lhe deu livre arbítrio, ou seja, liberdade de escolha, embora tenha avisado que os que escolhessem o pecado sofreriam os danos por isso. Esse é o motivo pelo qual Deus não salva e não abençoa o homem que não o busca e não o reconhece como Senhor. Ninguém é filho de Deus “na marra”. É preciso querer e aceitar Jesus para recebermos a salvação. (Veja João 1,11-12; Deuteronômio 30,19).  

            Conclusão: Não queira que Deus faça coisas para você que pelo caráter dele ou pelo seu fechamento de coração, Ele não pode fazer. Abra seu coração para Deus, permita que Ele aja na sua vida por meio da sua vontade. E assim você vai cantar como Maria os seus louvores e as suas maravilhas: O SENHOR FEZ EM MIM MARAVILHAS, SANTO É SEU NOME.

PARA REFLETIR:

  1. O que devemos fazer para Deus agir em nossa vida e para merecermos a honra de sermos seus filhos?
  1. Você lembra de algum acontecimento que confirmou essa lógica do Cântico de Maria, onde Deus faz o contrário do que os homens em geral pensam?

Voltar