Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

O CAMINHO DA MATURIDADE
I Coríntios 13, 10-11
           
Introdução: O cristão precisa buscar maturidade. Assim como se espera que no plano natural à medida que o tempo passa as pessoas se tornem adultas, também se deve esperar um amadurecimento na vida espiritual. Enquanto isso não acontece, não temos como desfrutar do melhor de Deus e nem sermos usados por Ele de maneira consistente. No versículo 11, Paulo nos fala de três áreas que revelam imaturidade (meninice) espiritual. Ele diz: “Quando eu era criança, falava como criança, sentia como criança, e pensava como criança...”

1-Comunicação: “...falava como criança...” (versículo 11a). Quanto mais infantis somos, menor capacidade temos de nos comunicar de maneira adequada. Uma comunicação infantil está repleta de murmuração, choro, confusão, superficialidade, necessidade de chamar a atenção... Se quisermos ser espiritualmente maduros, precisamos: aprender a falar, devemos aprender a linguagem de Deus (pois a comunicação que aprendemos no mundo não serve mais). Como isso acontece?

A – À medida que nos relacionamos com pessoas maduras: (se isolarmos uma criança e a privarmos de relacionamentos, ela nunca aprenderá a falar);

B – À medida que nos submetemos ao treinamento: (uma criança pode aprender a falar em casa, mas sua comunicação se tornará mais madura e eficiente por meio da educação na escola). Por isso, para amadurecer, o fiel tem que ser treinado na Palavra de Deus (reuniões de estudo e aprofundamento, leituras constantes, encontros nas casas, oração em comum, participação na comunidade etc).
Ver Provérbios 19, 27.

           
2-Emoções: “... sentia como criança...” (versículo 11b). A segunda área que evidencia a imaturidade é a alma, a sede das emoções. A alma de uma criança é marcada pela insegurança, inconstância, excessiva dependência e egoísmo.

Por isso, o cristão imaturo é dominado pelo medo, um dia está bem e no dia seguinte está mal, só consegue permanecer na fé se recebe elogios e atenção a toda hora, tudo vai bem quando pode fazer o que quiser e enquanto não encontrar ninguém que o corrija ou critique. (ver I João 4, 18; Tiago 1, 6-8, I Coríntios 10, 24).

3-Entendimento: “... e pensava como criança...” Na verdade, tanto a comunicação quanto as emoções de uma criança são inconstantes porque lhe falta entendimento. Seus pensamentos não têm base sólida do conhecimento e por isso, levam-na a atitudes infantis (ter medo de escuro, de fantasmas, de monstros, etc).

Assim também, enquanto a mentalidade de um cristão não é formada pelos valores e princípios do Reino de Deus, enquanto ele não tem conhecimento da Palavra e experiência (que é a mãe da sabedoria), ele se porta de forma infantil na fé. (Leia Provérbios 3, 13; Romanos 15, 14).  

Conclusão: Você deseja crescer na fé? Busque então fazer uma caminhada que o (a) leve ao crescimento espiritual. Comece pedindo a Cristo que o(a) faça nascer de novo,.

PERGUNTAS

1) Você é uma pessoa madura?
2) Qual a área (comunicação, emoção, entendimento) que você precisa alcançar maior maturidade?

Voltar