Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

MANSOS E HUMILDES DE CORAÇÃO (Mt 11,25-30)

Irmãos e irmãs em Cristo, vamos caminhando para o término do primeiro semestre deste ano e o mês de junho além de ser o mês da Eucaristia é também o mês do Sagrado Coração de Jesus, manso e humilde. (15/06).

Imagine que, por apenas um dia, seu coração fosse igualzinho ao de Jesus. Como você reagiria diante das situações da vida, tanto as complicadas quanto as mais corriqueiras? Quais seriam suas atitudes? Será que tomaria as mesmas decisões? Suas palavras seriam as mesmas que costuma usar? Até que ponto o jeito e o estilo do Filho de Deus combinam com sua maneira de agir atual?

UM CORAÇÃO SEMELHANTE AO DE JESUS

O coração de Jesus é Sagrado porque n'Ele habita o amor do Pai e do Espírito Santo. Quando nós damos a abertura a Jesus, ele é capaz de transformar o nosso coração para torná-lo mais parecido com o dele. O resultado dessa mudança é surpreendente, pois as bênçãos decorrentes afetam não apenas a vida de quem se propõe a aceitar esse desafio, como também a de todos os que nos rodeiam.

Nós temos uma ideia de coração mais ligada a sentimentos e menos ligada à razão. Mas na época de Jesus, o povo hebreu ligava coração a sentimentos e pensamentos, era sentimento e razão juntos, a capacidade de tomar decisões vitais.

Nossa experiência com o Sagrado Coração de Jesus não pode ser somente com sentimentos, pois estes nos traem. A nossa busca por um coração como o de Jesus precisa ser com toda nossa totalidade, com garra, força, firmeza e não somente com sentimentos.

DEIXANDO-SE GUIAR POR JESUS

Quando Jesus nos diz: “Tomai sobre vós o meu jugo” é preciso entender que jugo é submissão e guia. Quando decidimos levar a sério Jesus Cristo, quando cremos nEle, e então fazemos o que Ele diz, obedecemos ao evangelho e vivemos como Seus discípulos, estamos vindo a Ele, estamos tomando seu jugo, estamos aprendendo e estamos encontrando o descanso para nossa alma.

E continua dizendo: "Meu jugo é suave, e o meu fardo é leve". Isto não significa que nenhum esforço seja exigido. Isto não significa que o caminho da vida cristã é suave e sem sofrimento. Nós nos acostumamos a ter com Deus apenas um amor afetivo e quando a coisa fica difícil nós vamos embora. Jesus pede que aprendamos d'Ele a chamarmos Deus de Pai, que significa uma proximidade, um amor afetivo. Mas também aprender a ter um amor efetivo, que faz, que vive, que testemunha. Se na sua vida, Cristo não colher os frutos de amor, só existe amor afetivo.

O coração de Jesus nos torna capazes de fazer a diferença, dar respostas diferentes, não pagar na mesma moeda o mal que nos fazem.  Você que pede a misericórdia de Deus no ato penitencial em cada missa, como pode negar o perdão aos outros? Você não pode querer o perdão somente para si. Precisamos aprender de Jesus a ter um coração manso e humilde igual ao d'Ele.

Jesus está chamando para si as pessoas cansadas e sobrecarregadas, pessoas como você. Ele conhece o seu coração, conhece por inteiro a sua pessoa e sabe tudo o que você está vivendo neste tempo. Jesus não fica somente nos sentimentos, passando a mão na nossa cabeça, Ele é radical. É misericordioso, mas também nos coloca de pé e nos diz para levantar e não pecar mais, porque o que sai da boca vem do coração, e isso é que torna o homem impuro. É do coração que saem as más intenções: homicídios, adultérios, imoralidade sexual, roubos, falsos testemunhos e calúnias”(Mt 15,18-20). Hoje basta ligarmos no jornal que escorre sangue... Na nossa vida, o único sangue que precisamos sempre contemplar é o sangue que escorre do lado aberto de Jesus na Santa Missa, o sangue que lava os nossos pecados e nos faz criaturas novas.

O coração de Jesus tem poder de resgatar e renovar a sua vida. Autorize-o a fazer isso com o seu amor. Ele lhe dá um amor novo, amor afetivo e efetivo, Ele lhe dá um novo coração.

Eis uma oração que deveria estar sempre em nossos lábios: ”Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao vosso, Jesus manso e humilde de coração fazei o meu coração semelhante ao vosso.

PARA REFLETIR:

1- O que nos ensina a espiritualidade do coração de Jesus?
2- Se por apenas um dia, seu coração fosse igualzinho ao de Jesus, qual seria a mudança mais forte que as pessoas notariam em você?
3- Como você vê o seu amor por Jesus: um amor afetivo ou efetivo? Por que?

Voltar