Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

“Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2, 1-11)

Irmãos e irmãs a caminho!
Nesta semana em que celebramos a festa de Nossa Senhora Aparecida deixemos que Maria nos fale o essencial para que sejamos discípulos missionários de Jesus.
UMA CENA COMUM
Estamos numa festa de casamento. Na vida da maioria das pessoas o casamento é a festa mais importante e o sacramento do amor que mais revela o amor infinito de Deus. Nesta festa nunca pode faltar nem Deus nem a Virgem Maria, nossa mãe. Presenças marcantes, que tem um significado grande para nós. João narra com simplicidade e nos diz que Maria “foi convidada”.

1. UM OLHAR: Os olhos de Maria-mãe estão atentos a tudo, contemplam, olham para ver se tudo está pronto e se nada falta. Os olhos de Maria, olhos de amor, embora ela não fosse a responsável pela festa, percebem que falta o vinho. Ela não cruza os braços, não faz de conta que não vê, não se esconde no seu intimismo. Mas ela toma as providências. Maria comunica Jesus. É a oração de intercessão. Suplica, pede, intercede, mas não obriga Jesus, não impõe. São João da Cruz diz que a mais bela oração não é pedir, mas sim apresentar as nossas dificuldades. Deus, que vê a nossa situação, virá em nosso socorro.
Na escola de Maria somos contemplativos de olhos abertos e não de olhos fechados. Se Maria estivesse toda “abismada em Deus,” olhos fechados, não teria visto que faltava vinho. Quem reza e quem vive preocupado consigo mesmo não vê o que falta ao seu redor. É necessário que na vida estejamos sempre prontos para perceber o que está faltando para que a festa seja completa
.
2. UM APELO: “fazei tudo o que Ele vos disser!”. Essas palavras de Maria são como o seu testamento que orienta toda a vida. Ela não impõe, não exige, sabe que tudo depende da vontade do Pai, que se revela no Filho. Esta sua docilidade diante do projeto de Deus apressa o tempo de Jesus e Ele opera o milagre. Transforma a nossa água, a nossa humanidade no vinho novo da graça e do amor. Se nos deixarmos transformar por Deus, tocar pelo seu amor, nunca faltará o vinho do amor na festa da vida. Queremos aprender com Maria a não pedir milagres, mas a apresentar as nossas necessidades para que Jesus, olhando para a nossa pobreza, transforme a nossa frágil humanidade no vinho novo do amor e da vida. 
Esse episódio do Evangelho nos ensina como deve ser o nosso pedido, a nossa oração, mas também a prontidão da nossa ação. Tudo deve ser fecundado pela humildade, a nós cabe o direito de pedir, mas a Deus cabe o direito de nos conceder o que pedimos. Maria não tem uma mensagem própria, a não ser a mensagem de Jesus. Toda mensagem que nos vem de Maria deve ser formada e configurada nas palavras de Cristo. Maria é para nós a primeira mulher a receber o anúncio da vinda de Jesus, a primeira que corre a anunciá-lo aos outros, sendo assim a primeira evangelizadora.

3. E O QUE MARIA NOS DIZ HOJE?
Olhando a vida dos profetas, de Maria e dos santos, sempre contemplamos algo de muito interessante: eles souberam unir profundamente a vida de oração com a vida de trabalho. Romper esta harmonia é afastar-se do projeto de Deus. Ele quer que o louvemos, estejamos com Ele por longos tempos de oração, de contemplação; mas, ao mesmo tempo, confiou-nos a difícil tarefa de construir um mundo sempre novo, onde a Lei do Senhor seja alicerce e sua Palavra tijolos fortes na construção da justiça e da paz. O Reino não pode ser abstrato e longínquo.
Hoje, mais do que nunca, somos convocados a ser como Maria: a ter os olhos abertos para ver qual é o "vinho" que falta na vida da família, da comunidade, no mundo. Mas nunca devemos esquecer que Jesus, para operar o milagre, necessita da nossa humanidade, pobreza, miséria, que é a nossa água.
Maria, peregrina e nômade, caminha conosco e nos toma pela mão. Conduz-nos silenciosamente diante de Jesus e nos repete sem cessar: "Fazei tudo o que Ele vos disser"... Este é o segredo da santidade e da felicidade.

PARA REFLETIR:
1- Qual é o vinho que falta na festa de hoje? Da fé, do amor, da solidariedade, do perdão? E o que você faz para que isto não aconteça?

2- Qual a característica de Maria que mais lhe inspira no seguimento de Jesus?

Voltar