Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

DIVISOR (Lc 2,25-35)

Irmãos e irmãs a caminho!

É possível que nesta época do ano você e sua família estejam literalmente “a caminho”, em viagem de descanso, ou mesmo trabalhando na normalidade da vida.

Estamos iniciando um novo ano e em toda e qualquer circunstância e tempo a Palavra de Deus nos sustenta.

Conta-se que num lugar distante no interior de Minas Gerais via-se a seguinte placa à beira da estrada: “Divisor de águas das bacias do São Francisco e Paraná”. Nada de muito impressionante na paisagem. Apenas uma ligeira elevação. Mas se chovesse de ambos os lados do local, talvez com poucos metros de intervalo, as águas que escorressem de um dos lados para o mar iriam encontrá-lo na divisa de Sergipe e Alagoas; do outro, entre a Argentina e o Uruguai, milhares de quilômetros mais ao sul.

A vinda de Jesus ao mundo foi como um divisor de águas na história. Não é sem motivo que o calendário é dividido entre antes e depois dele. Mas não foi só a história que Jesus dividiu. Isso só aconteceu por causa de uma divisão muito mais profunda: a divisão entre a velha criatura e o homem novo, uma divisão gerada pelo Espírito.

Diante desse homem aparentemente comum, que passou despercebido para muita gente “mais importante”, um fariseu chamado Saulo de Tarso encontrou a vida eterna, enquanto a maioria dos seus companheiros fariseus rogou sobre si a maldição de Deus ao condenarem Jesus à cruz. Estavam juntos, eram do mesmo grupo, mas terminaram a uma distância muito maior entre si que Aracaju e Buenos Aires.

Foi isso que o velho Simeão falou no templo quando tomou o bebê Jesus nos braços, e esse mesmo Jesus está agora diante de você.

Dependendo de que lado você se colocar em relação a ele, ele será o seu Salvador, para levá-lo à vida eterna, ou o seu Juiz, para sua condenação.

...”Meus olhos viram a tua salvação... luz para iluminar as nações”.

O divisor da nossa vida não é uma montanha ou um acontecimento grandioso: ele está numa modesta estrebaria em Belém e num pequeno e insignificante monte chamado Calvário.

É preciso viajar com atenção aos sinais que estão pelo caminho.

Meu desejo é que nesta semana você não passe direto pela placa do divisor de águas e não corra para o lado errado.

 Às vezes o bem e o mal estão muito próximos. É preciso muita atenção para fazer escolhas certas a todo momento e desfrutar da Glória do Senhor que deseja crescer em cada um de nós.

Como Simeão, deixe-se mover pelo Espírito e siga o caminho do novo ano em paz.

Pe. Juarez Dalan

Voltar