Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

A CAMINHADA NO DESERTO (Hino de Moisés – Cântico da Vitória - Êxodo 15,1-21)

Depois da travessia do Mar Vermelho a pé enxuto e do exercito do Faraó destruído, o povo de Deus começa a travessia do deserto. Deus forte e poderoso se faz presente e o povo quer celebrar os feitos realizados por Deus em seu favor. Assim, antes da caminhada, celebram os grandes feitos de Deus por Israel. Portanto para o Povo de Deus celebrar é proclamar que Deus está presente, Deus está caminhando junto.

Este cântico de ação de graças é um dos mais importantes que a liturgia cristã toma do Antigo Testamento e mostra os feitos de Deus, o seu poder e a sua salvação em favor do seu povo.

Durante a caminhada sempre somos tentados a voltar ao nosso antigo modo de viver. A celebração prepara o Povo para a travessia do deserto para que não se arrependa durante a caminhada. Celebrar os feitos conseguidos é muito fácil, mas lutar para viver o que celebramos é a maior dificuldade. Vocês já pensaram como isso tem a ver com a nossa comunidade, nessa  caminhada para uma igreja em células? Você não acha que ao longo do caminho passamos pelas mesmas dificuldades, sentimentos e tentações do povo do Êxodo? Neste poema surge a pergunta “Quem entre os deuses é como tu?” (Ex 15,11). Mostra a compreensão gradual da identidade do Deus único, que se completará mais tarde.

VENCER A SEDE (Leia Ex 15, 22-27)

Celebrada a vitória, agora os caminhantes têm que enfrentar as conseqüências da liberdade. Falta água no deserto. E agora? A água que conseguem encontrar é amarga. Na Bíblia a água aparece tanto como fonte de vida como de morte (e até hoje não é assim?). Em qualquer conquista importante, de vez em quando vamos perceber que falta “abastecimento” ou que está a nosso dispor uma “água” que não é saudável. O povo resmunga nessa hora. E quem de nós já não viu algo parecido?

Diante da dificuldade o povo se volta contra alguém, querem que Moisés resolva o problema da água. Moisés neste momento personifica todas as pessoas que conduzem e lideram o povo. Moises é chamado para ser o grande animador que ajude o povo a superar a dificuldade do momento: falta de água e fonte de águas amargas: Mara. A questão é vencer a murmuração, existe uma causa que deve ser removida porque a caminhada continua. O importante é manter o povo no caminho do deserto superando as dificuldades, superando os problemas, não se deixando abater por nenhuma causa: mesmo a dificuldade das águas amargas.

No versículo 25 Moisés se volta para Deus e Deus estende a tábua da lei. Este versículo mostra como transformar em doçura o que há de amargo na vida. Porque tanta murmuração contra Deus por parte de seus filhos prediletos? Deus quer indicar que a sua lei transformará suas vidas de um tempo de amargura para um tempo de doçura. É necessário acreditar e ser fiel à sua palavra na travessia do deserto. No versículo 26 o Senhor fala:

“Se ouvires atento a voz do Senhor teu Deus e fizeres o que é reto diante dos seus olhos, se deres ouvido aos seus mandamentos e guardares todas as suas leis, nenhuma enfermidade virá sobre ti das que enviei sobre os egípcios. Pois eu sou o Senhor, aquele que restaura.” (Ex 16,26)

Eu sou o Senhor, aquele que cura você. O que adoça a vida nas amarguras é a Palavra de Deus. Se Moisés tivesse desanimado na caminhada e em suas iniciativas, a água continuaria amarga, os obstáculos seriam cada vez maiores, porém o que nos faz vencer na caminhada do deserto é a força da Palavra de Deus. O povo de Deus venceu a murmuração com a força da Palavra.

O medo que nos leva a murmuração só poderá ser vencido pela presença de Deus.

O capítulo termina com uma linguagem simbólica bem típica da Bíblia: chegam a um lugar com 12 fontes de água (número do povo, doze tribos, vida para todos) e 70 palmeiras (sinal de plenitude no resultado da “água”).(Ex 15,27)

 PARA REFLETIR:
1-
Que “águas amargas” aparecem na caminhada da Comunidade? Como tratamos isto?

2- Você tem celebrado as vitórias de Deus em sua vida e as tem usado para testemunhar a presença dEle em sua caminhada? (este é um bom início para o evangelismo)

 

Voltar