Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

 BENEDITO, HOMEM DA MISSÃO  (Mt 28, 16-20)

Introdução: À luz da Palavra de Deus e diante da memória da vida de São Benedito que celebraremos em breve, todos somos convidados a renovar, diante do Senhor, o compromisso e o desejo de sermos "colaboradores" d'Ele no anúncio e no testemunho das maravilhas que Ele fez e faz em nossas vidas. O que Jesus disse no passado, Ele continua dizendo no presente: "Vós sereis minhas testemunhas" (Atos 1,8).

Quando uma pessoa recebe o Sacramento do Batismo, recebe também a marca da missão. A vocação missionária "nasce" com a graça do batismo e, com ele, nós nascemos para a família de Deus e passamos a pertencer a Ele. E esta pertença já é um convite e um envio à missão.
Uma das coisas mais bonitas que Jesus nos deixou é a possibilidade de todos sermos colaboradores d'Ele.
Ele nos ensinou a amar, a viver em comunhão, mas também nos disse: Ide e fazei discípulos meus todos os povos” (Mt 28, 19). Não é uma sugestão, é uma ordem. Nos mais diversos lugares por onde passamos sempre haverá a possibilidade do anúncio. Com as mais diversas e diferentes pessoas com as quais nos encontramos, no nosso dia-a-dia, sempre haverá alguém precisando de um conforto.

Aquele que se entende como missionário se recusa a relacionar-se só nos limites da oração pessoal, da liturgia e da teologia da sua comunidade e de sua igreja e quer partilhar seu louvor, sua prece e sua meditação com os outros. É aí que surge o colocar-se a caminho.

Se olharmos as dificuldades que S.Benedito enfrentou em sua vida compreenderemos que a ação do Pai se realiza nos corações que se abrem alegre e despojadamente ao seu projeto. A pessoa de Benedito é um monumento ao perdão, à fraternidade. Um filho de escravos, por Deus transformado em doutor das realidades sagradas.

Um pobre que tudo tinha para ser derrotado, mas que, pela graça divina, converteu-se em conselheiro e mestre de doutores, cardeais, vice-reis, religiosos e leigos, ricos e pobres.

O chamado e o envio do Senhor precisam despertar em nós uma santa ousadia, ou seja, a coragem e a confiança de assumirmos a missão e de a fazermos incansavelmente: em todos os lugares e diante de todas as pessoas, sem medo e sem nenhuma timidez.

Conclusão: uma coisa é certa: não nos faltará serviço. "A messe é grande" (Mateus 9,37). Com criatividade e alegria, vamos continuar anunciando a Boa Nova do Senhor. Pois, a voz de Jesus continua ecoando no mundo e no coração da humanidade com a mesma Palavra: "Ide e anunciai!"

Para refletir:
1- O que você está fazendo para cumprir a ordem de Jesus: ide, fazei discípulos...?

2_Durante a sua vida você já conduziu alguma pessoa a Jesus?

Voltar