Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

BENEDITO, HOMEM DA COMUNHÃO - com Deus e com os irmãos  (II Cor 8, 1-9)

Introdução: Estamos nos aproximando da festa de São Benedito, segundo o calendário oficial da Igreja Católica, no dia 5 de outubro. São Benedito é um dos santos mais populares do Brasil. Nasceu em Filadélfia, na Sicília e viveu em Palermo. Foi pastor de ovelhas e agricultor. Um dia, aconselhado pelo Pe. Jerônimo Lanza, vendeu a junta de bois que possuía e foi morar com ele no eremitério. Finalmente estabeleceu-se em Palermo, como Irmão Franciscano e, embora não fosse padre e nem soubesse ler, foi eleito pelos seus confrades como guardião do convento. Porém, dentre os cargos que ocupou, o de cozinheiro do convento foi o preferido. Os que vinham aconselhar-se com ele o encontravam na cozinha lavando pratos.

Foi o pai dos pobres. Certo dia estava orando na capela quando teve um pressentimento: “Acho que o Irmão porteiro está despachando alguns pobres sem dar-lhes comida. Vou ver o que está acontecendo.”. Realmente, o porteiro despachara alguns pedintes, justificando que o alimento não era suficiente nem para o almoço deles próprios, ao que o Irmão Benedito respondeu: “Não importa. Reparta esse pouco com eles. O bom Deus há de providenciar a nossa parte”. De fato, nenhum frade passou fome.

Percebemos neste pequeno relato a dimensão de comunhão de São Benedito. A comunhão com Deus (estava constantemente em oração) e a dimensão da comunhão com o irmão (aconselhava, alimentava, se preocupava, servia).

Devemos olhar a vida dos santos com veneração (respeito e admiração) e nunca com adoração (que somente se deve a Deus acima de tudo e de todos) e perceber seus exemplos de pessoas simples e humildes que tornaram Jesus presente através da fé e das boas obras.

Os santos nos ajudam a lembrar de Jesus, a olhar para Ele, a quem procuraram seguir através da sua comunhão de vida com Ele e com o seu projeto, através da escuta da sua Palavra, através do testemunho. Eles nos apontam Jesus, a pessoa mais importante do mundo. Tão importante que ele dividiu a história entre o que aconteceu antes dele e
o que aconteceu depois dele e, por isso, precisamos nos manifestar, tomar posição ao lado de Jesus.

Não é suficiente cultivar uma fé pessoal. É preciso manifestá-la na união com os irmãos e irmãs que, juntos, também buscam a Deus como fonte de água viva. (já que o Pai é nosso e se alegra em ver os filhos unidos e reunidos). Deus nos chama para amar pessoas reais, com qualidades e defeitos, mas sempre pessoas com dignidade de filhos e filhas de Deus necessitados de irmãos.

Conclusão: Seja para nós este exemplo de S.Benedito um impulso de santidade, percebendo que nas pequenas ações do nosso dia a dia podemos manifestar a presença de Deus e seguir a Jesus com alegria.

PARA REFLETIR

1- Você se considera uma pessoa de comunhão, com Deus e com os irmãos?
2- Se os santos nos mostram Jesus que dividiu a história em antes e depois, você acha que Jesus já conseguiu mudar a sua história em antes e depois? O que você está fazendo para mudar aquilo que ainda é preciso mudar?

14/09/2009

Voltar