Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

" SENHOR, A QUEM IREMOS?" (Jo 6,60-69)

Ao longo da estrada de nossa vida, nos deparamos com muitas encruzilhadas em que devemos fazer uma ESCOLHA: Devemos tomar uma estrada e deixar a outra… Como é importante, nesses momentos, o testemunho seguro de alguém que sabe o que quer!

O texto desta semana é a conclusão do discurso do "Pão da vida",  que provoca uma profunda crise entre os discípulos…Diante de Jesus e de suas palavras, são levados a fazer uma ESCOLHA.

- Cristo havia feito o milagre da multiplicação dos pães…
- O Povo entusiasmado quer proclamá-lo rei...
- Cristo pede um gesto de fé: crer ou não nele... aceitar ou não a sua proposta...

Buscar apenas o pão material ou acolher o Dom do Pão da  vida...
Como alimentara o povo com o pão material… assim também daria um outro pão que seria o próprio corpo (a Eucaristia).
E o povo se escandaliza… não aceita… até os discípulos murmuram:
  "Essas palavras são duras demais, é difícil de engolir..."  Muitos se retiram e o abandonam…
Jesus não muda a linguagem, exige fé. A fé pode ser aceita ou recusada, mas não "negociada"... Sem a fé, não entenderiam aquelas palavras e aqueles sinais…
  Por isso, questiona os doze: "Vocês também querem ir embora?"

Diante desse desafio, aparece o belo testemunho de Pedro:  "A quem iremos, Senhor? Só tu tens palavras de vida eterna." A atitude forte de Pedro dissipa as dúvidas dos demais apóstolos, e todos permanecem fiéis junto ao seu Mestre.

1. A nossa escolha

 Todos os dias somos desafiados a construir a nossa vida nos valores do poder, do êxito, da ambição, dos bens materiais, da moda. Pesa sobre nós uma carga de orgulho, de autossuficiência e de desejo de dominar. Jesus vem nos convidar a construir a nossa existência sobre os valores do amor, do serviço, da partilha com os irmãos, da simplicidade, da coerência com os valores do Evangelho... 

Há momentos em que devemos fazer também a nossa ESCOLHA...
CRISTÃO é quem escolhe Cristo e o segue... Para isso, deve ser educado no pensamento de Cristo, ver a história como Ele, julgar a vida como Ele, escolher e amar como Ele, esperar como Ele ensina, viver nele a comunhão com o Pai e o Espírito Santo.
 
HOJE vemos muitos católicos deixando a religião e ficamos preocupados... A falha é de quem? Da Igreja que batiza? Dos pais que não vivem a vida cristã? Da comunidade que não evangeliza ou não testemunha sua fé?

A nossa fé é a fé de Pedro?   "A quem iremos, Senhor, só tu tens palavras de vida eterna"!

2. Que tipo de cristão você pretende ser?

Que tipo de religião pretende seguir?
    - Uma religião REVELADA por Deus, que você acolhe generosamente...
    - ou uma religião CRIADA pelos homens, porque atende melhor a seus interesses pessoais?

Jesus não parece estar tão preocupado com o número de discípulos que continuarão a segui-lo. Prefere perder os discípulos a renunciar à Missão que recebeu do Pai. O Reino de Deus não é um concurso de popularidade...  Muitos pensam que, "suavizando" as exigências do Evangelho, seriam mais facilmente aceitas pelos homens do nosso tempo...
O que deve nos preocupar não é tanto o número de pessoas que vão à igreja; mas o grau de autenticidade com que vivemos e testemunhamos no mundo a proposta de Jesus.  E nós... a quem iremos? Se ainda estivermos indecisos em nossa escolha, recordemos as palavras de Pedro:

 "Senhor, a quem iremos, só tu tens palavras de vida eterna…"

Memorize esta oração:

Senhor, sou um pobre peregrino e na caminhada da vida tenho muitas dúvidas e incertezas. Ajuda-me a fazer escolhas certas. A tentação de fugir para atalhos mais fáceis é muito grande, mas eu quero seguir-te, Senhor, não tenho para onde ir, pois só tu tens Palavras de vida eterna. Em ti, Senhor, quero ser eterno também. Amém.

Voltar