Estudo Semanal
Home - Evangelização em Células - Estudo Semanal

ACOLHER A PROPOSTA DE DEUS (Lc 1,26-38)

Queridos irmãos e irmãs,

Nesse tempo de Advento, a caminho do Natal de Jesus, somos convidados a olhar para Maria, a IMACULADA, e reconhecer nela o modelo de como acolher Jesus, que está chegando.

Maria é a mulher humilde, através da qual Deus nos traz a salvação, contraponto de Eva que, não aceitou sua condição de criatura e desobedeceu a Deus, comendo do fruto proibido: sua auto-suficiência é comparada a uma serpente que nos dá uma ideia falsa de Deus e nos leva a escolher o mal.

Este evangelho nos apresenta um modelo de colaboração no propósito de Deus para a salvação humana. O texto enfatiza dois aspectos principais: a presença eficaz de Deus que realiza o seu propósito e a colaboração humana que diz “sim”. Em Maria, vemos esses dois aspectos se realizarem. A atitude dela se torna, para nós, um paradigma a ser seguido.

O projeto de Deus

Maria, com vistas à maternidade divina e por antecipação da libertação por Cristo, foi concebida e nasceu sem ser contaminada pelo pecado da humanidade, o pecado original. Ela é a primeira em quem se realizou totalmente a libertação. Será que ela poderia ter recusado ser a mãe do Salvador? Poderia. O mérito de Maria consiste em ter dado livremente seu “sim” à graça de Deus e à sua missão de ser mãe do Salvador. Então, ela não era predestinada para isso? Predestinada, sim, mas não forçada! Poderia ter recusado sua (pré-) destinação. A predestinação da graça, que fez com que ela nascesse livre do pecado original, era o projeto da parte de Deus. Mas ela não foi forçada a aceitar este projeto. Também Adão e Eva não tinham pecado original, mas não foram fieis ao projeto de Deus. Maria, sim. Corrigiu a desistência de Adão e Eva. Assumiu de mão cheia o original projeto de Deus, aquilo que Deus predestinou para ela e para todos nós.

"Eis aqui a serva do Senhor"

Maria reconhece que Deus a escolheu, aceita com disponibilidade essa escolha e manifesta sua disposição de cumprir, com fidelidade, o Plano de Deus.

Deus ama seus filhos e tem um projeto de vida plena para lhes oferecer. A história de Maria nos responde como Deus intervém na história e concretiza essa oferta de salvação: é através de pessoas atentas aos seus projetos e de coração disponível para o serviço dos irmãos,  que Deus atua no mundo, manifesta aos homens o seu amor e convida cada pessoa a percorrer os caminhos da felicidade e da realização plena. 

Quais os instrumentos de Deus na realização de seus planos? Deus age através de pessoas, independentemente de suas qualidades humanas. O que é decisivo é a disponibilidade e o amor com que acolhem e testemunham as propostas de Deus.
Como responder aos apelos de Deus? Confrontada com os planos de Deus, Maria responde com um "Sim" total e incondicional, renunciando seu programa de vida e os seus projetos pessoais.

Maria chegou a esta confiança incondicional em Deus com uma vida de diálogo, de comunhão, de intimidade com Deus. Deus ocupava o primeiro lugar e era a sua prioridade fundamental. Era uma pessoa de oração e de fé, que fez a experiência do encontro com Deus e aprendeu a confiar totalmente nele.

Imitar Maria na sua fidelidade à Vontade de Deus, é o melhor caminho para um Natal mais cristão.

PARA REFLETIR:

1- No meio da agitação de todos os dias, você encontra tempo e disponibilidade para ouvir Deus, para viver em comunhão com ele, para tentar perceber os seus sinais nas indicações que ele dá dia a dia?

2- Você está pronto(a) para deixar Deus agir na sua vida?

voltar