Estudo Semanal
Home - Vida Cristã - Consciência Cristã

Existe uma receita para viver bem em 2013?

        No final do ano, vimos nos meios de comunicação muitas reportagens sobre 2013 e receitas para iniciar bem o ano e chegar feliz ao seu final. Todos garantem a eficácia de seus métodos e meios. Nesse sentido, nós, católicos, o que temos à nossa disposição para viver bem e felizes neste ano de 2013? Existe uma receita para manter o vigor na caminhada e nos sustentar no dia a dia?

        Eu não apresento uma receita, mas uma pessoa: Jesus. Jesus Cristo nos oferece muito, inclusive muito mais do que esperamos. “Em sua Palavra e em todos os sacramentos, Jesus nos oferece um alimento para o caminho” (DA 354). Ele se oferece como alimento para nossa caminhada cotidiana.

        Neste ano, a leitura orante da Palavra de Deus há de ser o alimento cotidiano que Jesus, em seu grande amor, vai nos concedendo, porque pela leitura da Palavra vamos descobrindo que o Senhor dialoga conosco em todos os problemas que devemos enfrentar  na vida diária: “Por isso, devemos fazer todo o esforço para mostrar que a Palavra de Deus existe, precisamente, como abertura aos próprios problemas, como resposta às próprias perguntas, uma dilatação dos próprios valores e, conjuntamente, uma satisfação das próprias aspirações” (Cf. VD 23).

A Santíssima Eucaristia é o centro vital do universo, capaz de saciar a fome de vida e felicidade e deverá ser o centro da semana: "Aquele que se alimenta de mim, viverá por mim" (Jo 6,57). Nesse banquete feliz, participamos da vida eterna e, assim, nossa existência cotidiana se converte em Missa prolongada” (Cf. DA 354).

Nos Sacramentos e na Palavra, Jesus nos oferece uma vitalidade inigualável e nos convida, em 2013, a ampliar nossos horizontes, a participar de sua vida: “A vida em Cristo inclui a alegria de comer juntos, o entusiasmo para progredir, o gosto de trabalhar e de aprender, a alegria de servir a quem necessita de nós, o contato com a natureza, o entusiasmo dos projetos comunitários, o prazer de uma sexualidade vivida segundo o Evangelho, e todas as coisas com as quais o Pai nos presenteia como sinais de seu sincero amor. Podemos encontrar o Senhor em meio às alegrias de nossa limitada existência e, dessa forma, brota uma gratidão sincera” (DA 355).

Viva bem neste ano, viva à luz da Palavra e dos Sacramentos na sua Comunidade, principalmente a Santíssima Eucaristia.

Dom Sergio de Deus Borges
Bispo Auxiliar de São Paulo
Vigário Episcopal para a Região Santana